Perfil

Qual é a escolaridade dos Pequenos Empresários?

Qual é a escolaridade dos Pequenos Empresários?

Mais da metade dos Pequenos Empresários (63%) chegaram ao nível superior. Esse resultado indica que esse público tem uma escolaridade acima da média brasileira (17%) e acima do observado entre os MEI (31%) e os ME (58%). Em relação a 2017 nota-se um aumento na proporção de Pequenos Empresário com nível superior.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Quais são as atividades econômicas mais frequentes entre os Pequenos Empresários?

Quais são as atividades econômicas mais frequentes entre os Pequenos Empresários?

As atividades mais comuns entre os Pequenos Empresários são o comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, o comercio de produtos alimentícios, e o transporte de carga, exercida por mais de 15 mil Pequenos Empresários (cerca de 10% do total de EPP no Brasil). Entre as outras atividades mais frequentes estão Lanchonetes e restaurantes (2,8%) e o comercio de peças e acessórios para veículos (2,5%).


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2017.

Onde funciona o negócio dos Pequenos Empresários?

Onde funciona o negócio dos Pequenos Empresários?

A maioria dos Pequenos Empresários opera o seu negócio em um estabelecimento comercial (80%). Entre os microempresários 70% operam o negócio em um estabelecimento comercial, entre os MEI a residência ainda é o principal local de funcionamento do negócio (40%). Em relação a 2017 nota-se uma redução na proporção de Pequenos Empresários que opera seu negócio em um estabelecimento comercial.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Quais os motivos que levam os Pequenos Empresários a escolher o empreendedorismo?

Quais os motivos que levam os Pequenos Empresários a escolher o empreendedorismo?

Quando questionados quanto ao principal motivo que os levou a se tornarem Pequenos Empresários, as principais respostas foram ter conhecimento ou experiencia na área em que empreenderam (47%) e oportunidade de mercado (24%). Importante observar que essa é uma situação diferente do que é observado entre os MEI, onde a vontade de ser independente (33%) e a necessidade de uma fonte de renda (32%) são os principais motivadores.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Qual é a ocupação do empreendedor antes de se tornar Pequeno empresário?

Qual é a ocupação do empreendedor antes de se tornar Pequenos empresários?

Antes de se tornarem Pequenos Empresários a maioria (53%) era empregado com carteira assinada. Interessante notar que essa situação é semelhante a encontrada entre os MEI e os ME, onde a maioria também tinha um emprego com carteira assinada antes de se tornarem empreendedores.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Quais são os principais motivos para a formalização segundo os Pequenos Empresários?

Quais são os principais motivos para a formalização segundo os Pequenos Empresários?

Quando questionados quanto ao principal motivo que os levou a se formalizarem os Pequenos Empresários citaram ter uma empresa formal (47%), ser dono do próprio negócio (6%), e aproveitar uma oportunidade de mercado (11%). Interessante notar que no caso do MEI os motivos mais citados são benefício do INSS (25%) e ter uma empresa formal (24%). Em relação a 2017 nota-se um aumento na proporção de Pequenos Empresário que citaram a formalização como principal motivo.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Por quanto tempo os Pequenos Empresários estiveram na informalidade?

Por quanto tempo os Pequenos Empresários estiveram na informalidade?

Para aqueles que informaram que antes de se tornarem pequenos empresários eram empreendedores informais, questionou-se por quanto tempo eles haviam permanecido na informalidade. 59% disseram que passaram mais de 7 anos na informalidade. O tempo médio que os empreendedores passaram na informalidade foi de 10 anos.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Os Pequenos Empresários têm outras fontes de renda?

Os Pequenos Empresários têm outras fontes de renda?

A maioria dos entrevistados relataram que a sua atividade como Pequeno Empresário é a sua única fonte de renda (71%). Entre os MEI a proporção daqueles que tem o empreendedorismo como única fonte de renda é maior (76%) e entre os ME menor (69%).


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Qual é o tamanho da família dos Pequenos Empresários?

Qual é o tamanho da família dos Pequenos Empresários?

Em média a família do Pequeno Empresário tem o tamanho da família brasileira, ou seja, é composta por 3,3 pessoas. Resultado semelhante foi encontrado entre os MEI e os ME.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Qual é a renda familiar dos Pequenos Empresários?

Qual é a renda familiar dos Pequenos Empresários?

Em relação a renda familiar dos Pequenos Empresários, a pesquisa apontou que a maioria (76%) tem renda de mais de 6 salários mínimos, ou seja, mais de R$ 5.988,00. A renda média ficou em R$ 14.452,00.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Impactos da formalização

Qual é o impacto da formalização nas condições de compra com os fornecedores?

Qual é o impacto da formalização nas condições de compra com os fornecedores?

A maioria dos microempresários (90%) afirmou que ter um CNPJ proporcionou melhoria nas condições de compra junto a fornecedores. Essa situação é semelhante a observada entre o MEI e o ME.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Qual é o impacto da formalização nas vendas para outras empresas?

Qual é o impacto da formalização nas vendas para outras empresas?

A possibilidade de emitir nota fiscal facilita as vendas para outras empresas, já que pessoas jurídicas têm mais exigências no que diz respeito à compra de produtos e serviços do que pessoas físicas.
Nota-se que 58% dos Pequenos Empresários afirmaram que é frequente a venda de produtos e serviços para outras empresas. Entre MEI e ME essa frequência é menor, entre os MEI 33% vendem com frequência para outras empresas, entre os ME 58%.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2017.

Qual é o impacto da formalização nas vendas para o governo?

Qual é o impacto da formalização nas vendas para o governo?

Outro benefício de se formalizar (ter um CNPJ) é a possibilidade de vender para governos e prefeituras. Um dos mecanismos da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (LC 123/2006) é a preferência em licitações. Porém, os números indicam que esse benefício ainda pode ser ampliado: 68% afirmaram que nunca venderam produtos ou serviços para a prefeitura ou governo. Entre MEI e ME a proporção daqueles que vendem para governos é ainda menor.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Qual é o impacto da formalização no acesso a crédito?

Qual é o impacto da formalização no acesso a crédito?

Em relação ao acesso ao crédito, nota-se que a uma boa parcela dos Pequenos Empresários (52%) não buscou empréstimo como pessoa jurídica após a sua formalização. Apesar desse cenário ser melhor do que o observado entre os MEI e ME, esses números parecem mostrar que ainda há espaço para avançar em relação a esse aspecto.


Perfil da ME e EPP. Sebrae, 2019.

Infográficos

Perfil do EPP

Versão para Impressão

Relatórios Completos

Perfil da ME e EPP

2019

Perfil da ME e EPP

2018

Perfil da ME e EPP

2017