No momento da definição da estratégia de quais segmentos trabalhar, surgem algumas dúvidas com relação a quais deles devem ser priorizados. Qual trará maior retorno aos pequenos negócios? A comparação do desempenho dos segmentos econômicos é o que o Painel de Priorização de Segmentos se propõe a apresentar. A partir da análise dos indicadores selecionados, é possível escolher quais segmentos deverão ser priorizados.

Como utilizar a ferramenta para priorizar segmentos

No momento da definição da estratégia de quais segmentos trabalhar, surgem algumas dúvidas com relação a quais deles devem ser priorizados. Qual trará maior retorno aos pequenos negócios?

Surge, então, a necessidade de conhecer mais detalhadamente o desempenho de cada segmento para compará-los. A partir daí, com todas as informações à disposição, é possível destacar os segmentos mais relevantes para a estratégia definida para os pequenos negócios, por cada gestor.

Desse modo, o Painel de Priorização de Segmentos não consiste em apontar os segmentos prioritários, mas sim, por meio do ranqueamento dos parâmetros selecionados, fornecer insumos concretos para a tomada de decisão.

É possível fazer comparações tanto entre segmentos da CNAE 7 dígitos, quanto da de 2 dígitos, a depender do grau de desagregação da informação.

O painel é bem visual e interativo. Ao selecionar o(s) segmento(s) a serem analisados, o gráfico dinâmico traz a posição de cada segmento, numa escala de zero a cem, nos dez eixos disponíveis: cobertura do atendimento do Sebrae, número de pequenos negócios, atratividade (crescimento anual médio no número de pequenos negócios do setor), ligações para trás em cadeias produtivas, ligações para frente em cadeias, emprego (participação dos PN da atividade no emprego), número de pequenos negócios exportadores, nível de produtividade, contribuição para o PIB e crescimento médio do PIB.

Assim, é possível comparar uma gama de segmentos, com base em indicadores econômicos, referentes aos pequenos negócios e de atendimento do Sebrae.

Para exemplificar, podemos pensar em uma situação hipotética. Suponha que a estratégia adotada por determinado gestor seja priorizar o atendimento em setores que tenham um elevado número de pequenos negócios e que sejam expressivos para a geração de emprego. A teia formada tem a escala de valores que vai do centro para a extremidade (primeira posição no ranking). No meio, estão as últimas posições do ranking, enquanto a última linha externa assume a primeira posição. Logo, se compararmos o segmentos comércio varejista de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal ao segmento de lavanderias, notamos que o comércio varejista de cosméticos ocupa uma posição no ranking superior ao de lavanderias, no que se refere às duas variáveis de interesse. Quanto mais próximo da extremidade do radar o ponto estiver, maior a relevância do setor em relação à(s) variável(is) analisada(s).

Assim, em poucos cliques, o usuário pode visualizar de forma simples, quais segmentos podem ser mais competitivos para os pequenos negócios e onde é mais pertinente o Sebrae atuar.