Perfil do Produtor Rural do Rio Grande do Sul

Estima-se que o Rio Grande do Sul tenha cerca de 343 mil produtores rurais. Nesse assunto, serão apresentadas as principais características desses empreendedores. 

Assunto disponibilizado pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional


Índice

Quantos produtores rurais existem no RS?
Como evoluiu o número de produtores rurais, no RS?
Houve mudança na participação feminina no total de produtores rurais?
Qual é o nível de escolaridade dos produtores rurais?
Como evoluiu o nível de escolaridade dos produtores rurais?
Em que faixa de idade se encontram os produtores rurais?
Qual é o rendimento mensal dos produtores rurais?

Referências


Quantos produtores rurais existem no Rio Grande do Sul?

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), realizada pelo IBGE, o número de produtores rurais existentes no Rio Grande do Sul chegou a 343 mil no primeiro trimestre de 2018.

Fonte: DataSebrae

 

Como evoluiu o número de produtores rurais, no Rio Grande do Sul?

Por meio da série histórica apresentada no gráfico abaixo, pode-se observar que o número total de produtores rurais vem caindo desde o segundo trimestre de 2017, aproximando-se do número registrado no primeiro trimestre de 2016.

Fonte: DataSebrae

 

Houve mudança na participação feminina no total de produtores rurais?

As mulheres continuam sendo minoritárias dentro do segmento de produtores rurais. Conforme o gráfico abaixo, é possível observar que a sua participação no comando dos negócios rurais no Rio Grande do Sul vem subindo desde o último trimestre de 2015.

Fonte: DataSebrae

 

Qual é o nível de escolaridade dos produtores rurais?

Os produtores rurais do Rio Grande do Sul ainda têm baixos níveis de escolaridade. De acordo com o gráfico abaixo, observa-se que aproximadamente 63% deles têm, no máximo, o ensino fundamental incompleto, 16% têm o ensino fundamental completo, 16% têm o ensino médio completo e apenas 2,7% têm o ensino superior completo.
A título de comparação, enquanto 63% dos produtores rurais têm, no máximo, o ensino fundamental incompleto, 38% dos potenciais empresários e apenas 15% dos empresários estão nesta mesma faixa de escolaridade na média nacional.

Fonte: DataSebrae

Como evoluiu o nível de escolaridade dos produtores rurais?

A proporção de produtores rurais com no máximo ensino fundamental incompleto vem caindo. Foram 5 pontos percentuais entre o último trimestre de 2015 e o primeiro de 2018 (De 69% para 63%). No sentido inverso, houve um aumento singelo nas proporções dos que tem Ensino fundamental completo (de 14% para 16%) e ensino médio completo (também de 14% para 16%). A porcentagem dos que têm nível superior completo vem caindo desde o último trimestre de 2016, totalizando 2,7% no último trimestre. Esses dados mostram que o nível de instrução do produtor rural vem evoluindo, mas lentamente.

Fonte: DataSebrae

 

Em que faixa de idade se encontram os produtores rurais?

De acordo com dados da PNAD Contínua, referentes ao primeiro trimestre de 2018, a maior proporção de produtores rurais do RS possui entre 45 a 55 anos de idade, representando 26,6% do total. Em seguida estão aqueles que possuem entre 55 e 65 anos (25,8%). Por outro lado, os donos de negócios rurais mais jovens, que possuem até 25 anos, são a minoria. Eles representam apenas 4,3% do total.

Em termos comparativos, trata-se do segmento mais velho, entre os segmentos de público do Sebrae, visto que, proporcionalmente, a maior parte dos empresários e potenciais empresários possuem entre 35 e 45 anos.

Fonte: DataSebrae

 

Qual é o rendimento mensal dos produtores rurais?

Os produtores rurais constituem o segmento de público do Sebrae com o menor rendimento mensal. De acordo com dados da PNAD Contínua do primeiro trimestre de 2018, 66,19% dos produtores do Rio Grande do Sul recebem no máximo 2 salários mínimos (SM) por mês, 20,4% recebem entre 2 e 5 SM e 13% recebem mais de 5 SM. Em contrapartida, 40% dos empresários recebem entre 2 e 5 SM e 27% recebem mais de 5 SM na média nacional.

Fontes: DataSebrae

Referências

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), IBGE, 2018.