Inovação

Criar e implementar novas ideias, recursos e metodologias com o objetivo de produzir valor ou reduzir custos: assim é possível definir o conceito e os principais benefícios das práticas de inovação. Hoje, elas são indispensáveis ao crescimento ou mesmo à sobrevivência da maioria dos negócios. Por esse motivo, são apresentados dados que representam o cenário  da inovação no Brasil. É o caso dos benefícios percebidos; dos principais estímulos e obstáculos; e dos tipos de inovação mais recorrentes.

Assunto disponibilizado pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional


Índice

Tipos de inovação nos pequenos negócios
Que tipo de inovação é mais comum entre os pequenos negócios?
Que tipo de inovação organizacional é mais comum entre os pequenos negócios?

Benefícios da inovação
Inovar afeta a imagem das empresas?
Inovar impacta a qualidade de vida no trabalho?
Inovar afeta a participação da empresa no mercado?
Qual é a importância da inovação para a satisfação dos clientes?
Qual é o impacto das inovações no faturamento das empresas?
As inovações melhoram a produtividade dos funcionários?

Estímulos e obstáculos à inovação
O que estimula uma empresa a inovar?
O que impede uma empresa de inovar?
Que serviços do SEBRAE mais estimulam a inovação?

Relatórios completos
Referências


Que tipo de inovação é mais comum entre os pequenos negócios?

A maioria das empresas afirmou ter realizado alguma inovação no período entre 2010 e 2012. Quando questionados sobre os tipos de inovação realizados, a Inovação de produto foi a mais citada pelas empresas (78,1%).[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Que tipo de inovação organizacional é mais comum entre os pequenos negócios?

Entre as inovações Organizacionais e de Marketing realizadas entre 2010 e 2012, as mais citadas foram relacionadas a novos métodos de organização do trabalho (79,5%) e novas técnicas de gestão de processos (74%).[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Inovar afeta a imagem das empresas?

A maior parte dos empresários que fizeram alguma inovação afirma que isso melhorou a imagem da sua empresa no mercado (82,9%). Uma porcentagem menor afirma que a imagem da empresa permaneceu igual (14,8%).[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Inovar impacta a qualidade de vida no trabalho?

A grande maioria dos empresários concorda que a qualidade de vida no trabalho melhorou após as inovações (72,4%). Para 22,1%, as coisas permaneceram iguais.[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Inovar afeta a participação da empresa no mercado?

Grande parte dos empresários afirma que a participação da empresa no mercado aumentou após as inovações (75,5%). 21,9% deles entendem que a participação não mudou.[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Qual é a importância da inovação para a satisfação dos clientes?

A maioria dos empresários acredita que a satisfação dos clientes melhorou após as inovações (86,7%), enquanto apenas 12% não notaram melhora na satisfação.[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Qual é o impacto das inovações no faturamento das empresas?

A maioria das empresas pesquisadas (32,9%) informaram terem tido um impacto de 16% a 30% no seu faturamento total após a implementação das inovações. 80,3% dos entrevistados notaram algum aumento.[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

As inovações melhoram a produtividade dos funcionários?

Cerca de 67% dos empresários notaram uma melhoria na produtividade dos funcionários após a implementação de inovações. Apenas 13,7% não notaram nenhuma melhoria nesse aspecto.[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Qual é a distribuição das Micro e Pequenas Empresas por grau de inovação?

Nos últimos 12 meses, cerca de 28% das MPE não realizaram nenhum tipo de inovação, 60% adotaram algum tipo de inovação (um novo produto ou um novo processo ou conquistaram um novo mercado) e 12% podem ser consideradas muito inovadoras, pois realizaram os três tipos de inovação (adotaram um novo produto e um novo processo e conquistaram um novo mercado)[2]

Qual é o desempenho comparativo entre empresas muito inovadoras e não inovadoras?

Na comparação de 2017 com o ano anterior, o desempenho das empresas muito inovadoras foi sempre muito superior ao das não inovadoras. Por exemplo, 63% das muito inovadoras afirmam que aumentaram a satisfação dos clientes, contra apenas 21% das não inovadoras. Cinquenta e cinco por cento das muito inovadoras aumentaram sua participação no mercado, contra apenas 8% das não inovadoras. 52% das muito inovadoras aumentaram a produção, contra 13% no caso das não inovadoras. 50% afirmaram ter aumentado o faturamento no ano, contra apenas 11% das não inovadoras. Em geral, na maioria dos itens avaliados, as empresas inovadoras têm um desempenho duas a três vezes superior às não inovadoras.[2]

Quais são os benefícios secundários do processo de inovação?

Entre os benefícios indiretos identificados na pesquisa, verificou-se que a adoção de inovações melhorou a imagem da empresa no mercado (66%), melhorou a qualidade de vida no trabalho (45%) e melhorou a responsabilidade socioambiental da empresa (37%).[2]

Quais foram os tipos de inovações adotados nos últimos 12 meses?

De acordo com a pesquisa realizada em 2017, nos últimos 12 meses antes da pesquisa, cerca de 26% das MPE adotaram um novo processo ou método, 43% adotou algum novo produto ou serviço que antes não ofereciam e 51% adotou conquistou algum novo mercado.[2]

Qual é a principal fonte de informação que as empresas utilizam para se manter atualizadas sobre inovações?

A Internet (55%), fornecedores, vendedores, distribuidores (10%), clientes (7%) e feiras, palestras ou congressos (7%) são as quatro principais fontes de informação utilizadas para se manter atualizado quanto às inovações[2]

Qual é o principal tipo de apoio que sua empresa necessita para realizar inovações de produtos, processos ou mercados?

Empréstimos (26%) e cursos, palestras e consultoria (23%) são os dois itens mais citados como apoio que as empresas necessitam para realizar inovações.[2]

O que estimula uma empresa a inovar?

Entre os fatores que estimulam as empresas a realizar inovações, a iniciativa dos proprietários (90%) e a pressão da concorrência (79%) foram os mais citados.[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

O que impede uma empresa de inovar?

As barreiras mais citadas à inovação são aquelas relacionadas à disponibilidade de recursos, como os custos (31,7%) e a dificuldade em obter crédito (26,8%).[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Que serviços do SEBRAE mais estimulam a inovação?

A Orientação Técnica é o serviço mais citado pelos empresários (89,2%), seguido de cursos sobre novas tecnologias (86,1%), assim como palestras e seminários (83,1%).[1]

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Relatórios completos

Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

Referências

[1]Inovação nos Pequenos Negócios. Sebrae, 2013.

[2]Inovação e competitividade das MPE brasileiras. Sebrae, 2017.