.

IG – Canastra

A Serra da Canastra forma uma das mais belas paisagens de Minas Gerais. De longe se avista a imensa formação rochosa, com mais de 50 km de extensão, que se assemelha a um grande baú, dando o nome à região. O paladar inconfundível do Canastra, conquistado gota a gota, depende dos pingos, água que escorre do queijo ressecado com sal grosso e é misturada ao leite da produção seguinte. Essa combinação é que dá textura, aroma e sabor ao tradicional queijo.

Este assunto é de responsabilidade da unidade de Inovação.7 de Agosto de 2018


1 / 6

2 / 6

3 / 6

4 / 6

5 / 6

6 / 6


Queijo da Canastra.
 Prateleira de queijos.
 Serra da Canastra.
 Produção de queijo da Canastra.
 Queijos da Canastra.
 Associação.

Sobre a Indicação Geográfica


O início da colonização da Serra da Canastra se deu no século XIX, por famílias vindas de São João Del Rei, Barbacena e do Sul de Minas, à procura de diamantes e outras pedras preciosas. Os povoados foram surgindo em torno das capelas, sendo este fato bem caracterizado na formação das cidades de São Roque e Bambuí.

A agricultura era de subsistência, aproveitando as terras férteis situadas na cabeceira do Rio São Francisco. Essas famílias trouxeram o conhecimento da produção do queijo artesanal feito de leite cru, encontrando as condições propícias para a perpetuação desta arte.

O queijo era feito no período de abundância leiteira e guardado para ser consumido no período da seca. Foi nesse período de armazenamento que se descobriu a qualidade do queijo Canastra.


Esta região, ao redor do Parque Nacional da Serra da Canastra, localiza-se ao sudoeste do estado de Minas Gerais. O rio São Francisco, um dos rios mais importantes do Brasil, tem sua nascente no topo da serra.

O clima é classificado como tropical de altitude, típico do cerrado, com temperatura média anual em torno de 22,2 C° e com chuvas distribuídas entre os meses de outubro a março. Tem o inverno seco e o verão úmido. A altitude varia de 637 a 1.485 m, tendo um relevo com cerca de 25% de área plana, 40 % de área ondulada e 35 % de área montanhosa.

As condições físico-ambientais encontradas na região são favoráveis à produção de queijo, devido a um ambiente propício ao desenvolvimento de bactérias típicas que dão o sabor característico do queijo da Canastra.


O meio geográfico e a tradição se unem para a produção de um queijo artesanal feito de leite cru. O queijo da Canastra tem
sabor característico e paladar inconfundível.

O formato do queijo da Canastra é cilíndrico, ligeiramente abaulado nas laterais, com 15 a 17 cm de diâmetros e 4 a 6 cm de altura. A casca lisa amarelada, com tonalidade mais forte em suas bordas, tende a escurecer com a maturação, apresentando mofo branco ou verde. O odor da casca é suave com toques que lembram cheiro da gordura do leite. A massa amarelada é homogênea e sua textura possui poucas e pequenas olhaduras mecânicas ou de fermentação, bem distribuídas, com um ligeiro odor de manteiga ou da gordura do leite. O sabor é suave, levemente picante, ligeiramente ácido e agradável.


A produção do queijo é de expressiva importância para a região, tanto economicamente, uma vez que constitui a única fonte de renda para vários agricultores, quanto culturalmente, já que o reconhecimento do queijo artesanal Canastra é aquele de uma cultura passada de geração a geração.

O reflexo deste reconhecimento foi a publicação da Instrução Normativa n. 30/2013 do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que regulamentou e autorizou a venda dos queijos artesanais tradicionalmente elaborados a partir de leite cru para todo o Brasil.


Associação dos Produtores do Queijo Canastra – APROCAN
Endereço: Rua Ana Umbelina, 122 | Cidade: Carmo de Minas/MG | CEP: 37.472-000
Telefone: +55 (35) 3334-1700 | Site: queijodacanastra.com.br | E-mail: aprocan_queijocanastra@yahoo.com.br

Canastra


Indicadores


Indicação de Procedência

A Indicação de Procedência do Queijo da Canastra é delimitada pelos municípios de Piumhi, Bambuí, Delfinópolis, Vargem Bonita, Tapiraí, Medeiros e São Roque de Minas, todos localizados no estado de Minas Gerais. A população somada desses municípios é de cerca de 76 mil habitantes.


PIB per capita

Aproximadamente R$ 16.500,00 (média do Brasil 28.876), cerca de 43% menor que a média brasileira.


Índice de Desenvolvimento Humano (IDH)

O IDH da Indicação Geográfica varia de 0,667 em Tapiraí até 0,741 em Bambuí (0,73 média do Brasil).


Perfil Empresarial

Referindo-se à atividade econômica local,

  • CNAE 1052-0/00: Fabricação de laticínios

Em 2017, mais de 25 mil estabelecimentos agropecuários produziram leite. [1]
Em 2017, a quantidade produzida de leite de vaca nos estabelecimentos agropecuários foi superior a 190 mil litros. [1]

As críticas qualitativa e quantitativa dos dados ainda não foram concluídas, razão pela qual os resultados ora apresentados são preliminares, estando, portanto, sujeitos a alterações posteriores.



Referência Bibliográfica

[1] IBGE, Censo Agropecuário, 2017.

Dados Técnicos

Número: IG201002
Indicação Geográfica: Canastra
UF: Minas Gerais
Requerente: Associação dos Produtores de Queijo Canastra
Produto: Queijo
Data do Registro: 13/03/2012
Delimitação: Compreende os municípios de Piumhi, Vargem Bonita, São Roque de Minas, Medeiros, Bambui, Tapirai e Delfinópolis, com uma área total de 7.452 Km².