Exportação

Dados sobre a participação das micro e pequenas empresas na exportação brasileira.

Assunto disponibilizado pela Unidade de Gestão Estratégica do Sebrae Nacional


Índice

Total das exportações
Qual foi o valor total das exportações brasileiras nos últimos 20 anos?

Exportações das MPE
Como evoluíram as exportações das MPE nos últimos anos?
Qual a participação das MPE nas exportações brasileiras?
Quais são os principais produtos que as MPE exportam?
Qual é a relação entre a taxa de câmbio real e o número de empresas exportadoras?
Como as empresas exportadoras estão distribuídas por ramo de atividade?
Como as microempresas estão distribuídas por ramo de atividade?
Como as pequenas empresas estão distribuídas por ramo de atividade?
Como é a distribuição das MPE por faixas de valor exportado?
Como é a distribuição das MPE por classe de produtos exportados?
Qual é a participação dos produtos manufaturados nas exportações das MPE?
Quais são os principais destinos das exportações das MPE?
Que unidades da federação concentram mais empresas exportadoras?
Como estão distribuídas as exportações das MPE por intensidade tecnológica?
Como estão distribuídas as exportações das MPE segundo o dinamismo do mercado mundial?

Relatórios completos
Referências


Qual foi o valor total das exportações brasileiras nos últimos 20 anos?

Por meio do gráfico interativo abaixo, você poderá visualizar a série histórica do valor total de exportações brasileiras nos últimos 20 anos. É possível filtrar as informações pelo período desejado, além de estado, município, produto e país importador.

Como foi a evolução das exportações das MPE nos últimos anos?

Com relação ao valor exportado pelas MPE, o quadro permaneceu bastante negativo até 2015, com redução expressiva em relação ao recorde histórico alcançado em 2012. Em 2016, finalmente o valor voltou a crescer (6,1% em relação ao ano anterior) e, embora ainda não tenha recuperado o prejuízo dos anos anteriores, a perda acumulada desde 2012 reduziu-se para apenas 4,3%.

A queda das exportações brasileiras nos últimos anos atingiu de forma bem mais intensa as empresas de maior porte. Em consequência, a participação das MPE no total das exportações brasileiras vem subindo ano a ano, atingindo 0,54% em 2016, o segundo percentual mais elevado da série, abaixo apenas do registrado em 2009

Qual a participação das MPE nas exportações brasileiras?

A participação das MPE no total de empresas exportadoras alcançou o recorde de 38,0% em 2016. Em termos da série histórica, esse percentual representou um ganho de 5 pontos percentuais em relação à participação mais baixa, observada no ano de 2011.

Quais são os principais produtos que as MPE exportam?

A pauta de exportações das MPE brasileiras é bastante diversificada em termos de produtos. Basta notar que os cinco principais itens responderam por somente 13,7% das vendas das microempresas e por 16,2% das exportações das pequenas empresas em 2016. No caso das microempresas, os principais produtos exportados em 2016 foram “Vestuário para mulheres e meninas”, “Calçados, suas partes e componentes” e “Pedras preciosas ou semipreciosas, trabalhadas”, cada um com 3,1% do valor total. Destacam-se também “Móveis e suas partes, exceto médico-cirúrgicos” com participação de 2,4%, e “Produtos de perfumaria, toucador e preparações cosméticas”, com 2,2%.

Entre estes cinco principais produtos, três tiveram variação positiva de suas exportações em 2016: “Vestuário para mulheres e meninas”, com alta de 36,5%, “Calçados, suas partes e componentes”, com crescimento de 11,6%, e “Pedras preciosas ou semipreciosas, trabalhadas”, com 21,6%.

Entre as empresas de pequeno porte, o item mais importante da pauta em 2016 foi “Madeira serrada ou fendida longitudinalmente de espessura>6mm”, com participação de 4,0%, seguido por “Obras de mármore e granito” (3,7%), “Pedras preciosas ou semipreciosas, trabalhadas” (3,2%) “Calçados, suas partes e componentes” (2,7%) e “Móveis e suas partes, exceto médico-cirúrgicos” (2,5%). Todos eles registraram crescimento das vendas entre 2015 e 2016, com taxas mais elevadas em “Calçados, suas partes e componentes” (29,6%) e “Pedras preciosas ou semipreciosas, trabalhadas” (12,8%).
exporta-5c-c3-a_21314736_96af1984e554c8dda3cd4311261cd02ccde9ecd1

As Micro e Pequenas Empresas nas Exportações Brasileiras 2009-2016. Sebrae, 2016.

Qual é a relação entre a taxa de câmbio real e o número de empresas exportadoras?

O gráfico sugere que há uma correlação positiva entre o nível da taxa de câmbio real prevalecente no ano anterior1 e a variação do número de empresas exportadoras a cada ano. Enquanto o câmbio real do ano anterior estava em queda, como no período 2010-2012, observou-se redução do número de empresas exportadoras em todos os anos. Já o movimento de desvalorização real do câmbio a partir de 2012 foi acompanhado de aumentos consecutivos do número de exportadoras a partir de 2013.

Como as empresas exportadoras estão distribuídas por ramo de atividade?

Ao contrário do que acontece com as MPE, as firmas industriais são amplamente dominantes nas exportações das empresas médias e grandes (72,7% do número de empresas e 84,2% do valor exportado). Com efeito, a participação das empresas do ramo comercial entre o número total de microempresas exportadoras em 2016 foi cerca de 28 pontos percentuais maior do que sua participação entre as empresas médias e grandes.

Como as microempresas estão distribuídas por ramo de atividade?

Entre as microempresas, cerca de 45% do número de firmas e do valor exportado em 2016 referiram-se a empresas dos setores de Comércio por atacado e de Comércio varejista, com maior destaque para o primeiro. Os 55% restantes dividiram-se de forma bastante dispersa entre os demais setores, com participações ligeiramente mais elevadas dos setores de Fabricação de Máquinas e equipamentos, com 3,4% do número de firmas e 3,6% do valor exportado pelas microempresas; de Comércio e reparação de veículos, com 3,3% das firmas e 3,1% do valor; e Fabricação de produtos diversos, com 3,6% e 2,9%, respectivamente.

Como as pequenas empresas estão distribuídas por ramo de atividade?

No caso das pequenas empresas, também há predominância dos setores de Comércio por atacado e de Comércio varejista, que, somados, responderam por 36,4% das firmas e 42,0% do valor exportado em 2016 – também com maior destaque para o Comércio por atacado.

Como é a distribuição das MPE por faixas de valor exportado?

Quando as MPE são distribuídas segundo as faixas de valor exportado a cada ano, observa-se que a maior parte delas exporta valores baixos – tipicamente, menos de US$ 10 mil no caso das microempresas e menos de US$ 100 mil no caso das pequenas. Uma pequena parte delas exporta valores mais elevados, mas, como seria de se esperar, são estas que respondem pela maior parte do valor exportado total das MPE.

Como é a distribuição das MPE por classe de produtos exportados?

Os produtos manufaturados responderam por 70,7% das exportações das MPE em 2016, ao passo que os básicos representaram somente 19,8% e os semimanufaturados, 7,0%. Vale destacar que o peso dos manufaturados é ainda maior nas microempresas (76,4%) do que entre as pequenas (70,2%).

Qual é a participação dos produtos manufaturados nas exportações das MPE?

Ao longo do período 2009-2016, a participação dos manufaturados nas exportações das MPE sempre foi bastante elevada, mantendo-se na casa dos 70%. Este percentual cresceu ligeiramente entre 2011 e 2014 e atingiu em 2016 o nível mais alto da série. Já no caso das empresas médias e grandes, a participação dos manufaturados era mais elevada em 2009, da ordem de 45%, caiu bastante até 2014 e recuperou-se parcialmente em 2015 e 2016, refletindo tanto a queda dos preços das commodities, que reduziu o valor em dólares das vendas de produtos básicos, quanto o aumento do quantum exportado de bens manufaturados no biênio.

Quais são os principais destinos das exportações das MPE?

As exportações das MPE brasileiras são bem diversificadas em termos de blocos econômicos de destino, a exemplo do que acontece com as exportações totais do país. Entretanto, há aspectos diferenciados no que tange à importância relativa de cada um dos blocos. Três blocos econômicos tiveram participação praticamente igual nas exportações das MPE em 2016: Estados Unidos e Canadá (20,5% das vendas totais), Mercosul (20,3%) e União Europeia (20,2%). Os demais países da Aladi (exceto Mercosul) também tiveram participação destacada, com 13,4%, enquanto os países da Ásia-pacífico representaram apenas 12,4%, contrastando com o elevado peso desses países no comércio mundial.

Que unidades da federação concentram mais empresas exportadoras?

As MPE exportadoras estão geograficamente concentradas nas regiões Sul e Sudeste, a exemplo do que se observa também nas firmas de maior porte. Em toda a série que vai de 2009 a 2016, 85% a 90% das MPE situavam-se em apenas cinco estados − São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina – e suas exportações responderam por cerca de 70% do total das MPE.

Como estão distribuídas as exportações das MPE por intensidade tecnológica?

Na comparação com as empresas médias e grandes, a maior diferença reside nos bens não industrializados, que representaram 34,3% das exportações dessas empresas em 2016 (Gráfico 3.27). Já entre os bens industrializados, a composição é semelhante à observada entre as MPE, com participação predominante de bens de baixa e de média-alta tecnologia, que, somados, responderam por 32,4% das vendas totais (e 69% das vendas de bens industrializados, especificamente). Os bens de tecnologia média-baixa têm participação razoável, de 14,9% (e 22,6% do total dos bens industrializados), e os de alta tecnologia são pouco significativos (5,6% do total geral e 8,5% dos industrializados).

Como estão distribuídas as exportações das MPE segundo dinamismo do mercado mundial?

Pouco mais da metade dos produtos exportados pelas MPE nos últimos anos são classificados como de dinamismo intermediário ou pouco dinâmicos, ou seja, são produtos cujos fluxos de comércio mundial cresceram a uma taxa próxima ou inferior à registrada no comércio mundial total nos últimos anos.

Relatórios completos

As Micro e Pequenas Empresas nas Exportações Brasileiras 2009-2016. Sebrae, 2017.

Referências

As Micro e Pequenas Empresas nas Exportações Brasileiras 2009-2016. Sebrae, 2017.