Cobots

Os Cobots são robôs colaborativos que abrem oportunidades para a pesquisa e desenvolvimento de softwares de apoio à integração deles nos ambientes de operação locais. Nesta publicação trataremos da isenção da alíquota do imposto de importação e suas implicações, medida que faz parte da Agenda Brasileira para a Indústria 4.0.

Este assunto é de responsabilidade da Unidade de Inovação.10 de Julho de 2018


Índice

Qual é a alíquota de importação para robôs industriais?
Como essa medida irá implicar na modernização da indústria?
Cobots no Brasil
Exemplos de fabricantes de Cobots


Qual é a alíquota de importação para robôs industriais?

O governo federal decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para a aquisição de robôs industriais, que anteriormente ficava em 14%.
O benefício inclui uma classe especial chamada de robôs colaborativos (do inglês “cobots – collaborative robots”). A decisão foi tomada no último dia 21 de fevereiro pelo Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior, mas deve entrar em vigor após a reunião da CAMEX no próximo dia 16 de abril.
A medida anunciada não apenas elimina o imposto de importação para os cobots, mas também reduz muito o chamado custo de transação, pois o processo de fiscalização da Aduana é bem mais simplificado e ágil para itens com o imposto zerado – representando uma facilitação e agilização do processo de importação.

Como essa medida irá implicar na modernização da indústria?

A medida, que faz parte da Agenda Brasileira para a Indústria 4.0, tem implicações muito importantes para a modernização da indústria brasileira. Os cobots podem aumentar a eficiência do processo produtivo em até 85%. A utilização desses robôs é um importante influenciador no sentido da inserção de um país na chamada quarta revolução industrial (indústria 4.0 ou manufatura avançada). Os cobots já são amplamente utilizados em países como os Estados Unidos, a Alemanha e a China.

Os cobots foram desenvolvidos para trabalhar lado a lado e interagir com os seres humanos em ambientes industriais. Eles são normalmente dotados de inteligência artificial e desenvolvem tarefas tais como a montagem de precisão, o manuseio de objetos delicados, as inspeções visuais de precisão, bem como tarefas muito difíceis ou perigosas para serem executadas por um ser humano. A movimentação dos cobots no ambiente de trabalho é muito suave, visando proteger o ser humano num eventual contato físico.

Cobots no Brasil

A medida não deve causar dano às empresas nacionais, uma vez que os robôs da categoria cobots não são fabricados no Brasil. Porém, a chegada deles no Brasil abre oportunidade para o desenvolvimento local de softwares de apoio à integração dos cobots nos ambientes de operação locais.

Exemplos de fabricantes de Cobots